sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Livro Hellraiser - Renascido do Inferno de Clive Barker

  

   The Hellbound Heart, escrito em 1986 por Clive Barker, livro que deu origem ao filme Hellraiser - Renascido do inferno, primeiro da série, conta a história de Frank Cotton, um homem sem escrúpulos em busca de todas as fontes de prazer, que através de um ritual, consegue resolver um quebra-cabeça de uma antiga relíquia em forma de cubo chamada de Configuração do Lamento (Caixa de Lemarchand), que segundo a lenda oferecia formas de prazer inimagináveis.


    Acaba abrindo um portal para outra dimensão, recebendo a visita dos Cenobitas, criaturas infernais servidores de Leviatan ou, de acordo com o livro "exploradores das regiões profundas da experiência, anjos para alguns, demônios para outros", que utilizando correntes e objetos cortantes dilaceram a carne de Frank mostrando que a definição de prazer deles é bem diferente do que ele imaginava, o condenando à eternidade com torturas extremas misturando dor e prazer. Apesar de um livro curto é uma história intensa, envolvente, com uma atmosfera sombria e muitas passagens de tortura, sangue, erotismo e horror. Mesmo com algumas diferenças, o filme é bem fiel ao livro, e vai direto ao ponto sem firulas. 

   Em 2015 finalmente uma editora traduziu a novela The Hellbound Heart e lançou o livro com o título de Hellraiser. A Darkside Books caprichou em seu acabamento, feito em capa dura, preta imitando couro, com a Caixa de Lemarchand estampada na parte frontal em dourado e atrás, além da imagem da caixa aberta, correntes lembrando a temática sado-masoquista dos Cenobitas; na parte interna algumas ilustrações incríveis em especial do Pinhead que deixa qualquer fã da série mais apaixonado ainda! O livro tem 160 páginas e foi traduzido por Alexandre Callari.




    Gostei demais dessa edição, além do livro ser lindo demais, gostei muito de ler a história que deu origem a um de meus filmes preferidos, fora que toda vez que sentir cheiro de baunilha me lembrarei dos Cenobitas.



   

Nenhum comentário :

Postar um comentário